Dia Mundial do Meio Ambiente comemora 50 anos

05 de Junho. 1972 – 1992 – 2022

Foi na Conferência de Estocolmo em 1972 que passamos a reconhecer o dia Mundial do Meio Ambiente. Através de uma decisão das Nações Unidas em Dezembro daquele a data foi estabelecida e marca desde então, um dia de reflexão sobre os desafios da sustentabilidade em todo o planeta. Este ano, a Conferência de Estocolmo completa 50 anos, assim como a data comemorativa. Naquele início dos anos 70, a Assembleia Geral das Nações Unidas tinha como foco específico, a questão ambiental. As teses sobre aquecimento global, efeito estufa e a necessidade de equilibrar desenvolvimento e sustentabilidade chamavam atenção do mundo. 

Estocolmo, 1972

Vinte anos depois, na Eco-Rio 92, muitos dos apontamentos feitos à época da Conferência na Suécia, já poderiam ser sentidos em todo o mundo e os painéis e fóruns de discussão sobre o aumento da poluição nas grandes cidades, a perda de florestas importantes e o reflexos no clima já eram mensuráveis. Trinta anos depois não há mais dúvidas em relação aos impactos que causamos no planeta em função do nosso comportamento. O consumismo em países desenvolvidos e a miséria em nações exploradas em suas riquezas  ao longo do tempo, criam um ambiente de opostos predatórios em que o planeta é a maior vítima. Quem já explorou e juntou riquezas consome sem freio – quem foi espoliado no passado, hoje se sente no direito de explorar e amealhar riqueza à exemplo dos primeiros. 

Eco-Rio, 1992

Em 2022 o tema da Semana do Meio Ambiente no Brasil é: “Uma
só Terra” e tem como foco a vida sustentável em harmonia com a natureza. Cinquenta
anos depois, essa harmonia ou a expectativa gerada em 1972 ou em 1992 ainda
precisa convencer governos e população mundo afora. Talvez ainda teremos que
esperar mais 50 ou 100 anos para atingir os objetivos lançados em Fóruns e
Conferências – a dúvida que nos tira o sono é: O Planeta terá como suportar o
nível de agressão que sofre por tanto tempo ainda?

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Passeio no Tietê com alunos da EMEF Claudete da Silva Vecci

As baixas temperaturas não diminuíram o entusiasmo da garotada. Pontualmente as 8h30 da manhã estávamos a caminho de Barra Bonita para conhecer e navegar pelo Rio Tietê. Também conosco estavam coordenadoras da EMEF Claudete da Silva Vecchi  e diretoras da Secretaria Municipal de Educação. Os quarenta alunos selecionados pelas professoras do quarto e quinto anos tiveram um dia cheio de atividades: Conheceram uma Fábrica de Cerâmica Artesanal e acompanharam a modelagem de vasos ao vivo. Depois embarcaram no Navio Aquarius, um dos mais modernos que navegam pela Tietê em Barra Bonita. Passaram pela Eclusa, transpondo o desnível de 26 metros na Usina Hidrelétrica de Barra Bonita. Depois uma pausa para o almoço e um tempinho livre para conhecerem a Feira Artesanal. Pra encerrar, mais aprendizado no Memorial do Rio Tietê, mantido pela ONG Mãe Natureza e com um dos maiores acervos materiais e históricos sobre o Rio. Fim da viagem, que certamente ficará gravada na memória de todos nós. Valeu pessoal…até a próxima.

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Palestras na EMEF Claudete da Silva Vecchi

   O Projeto de Exposições Itinerantes Memórias do Rio Tietê esteve durante o mês de abril atendendo os alunos da EMEF Claudete da Silva Vecchi, que faz parte da Rede Municipal de Ensino em Bauru. Os estudante que cursam o quarto e quinto anos tiveram contato com o acervo da exposição e também participaram da palestra onde puderam conhecer um pouco das histórias e da importância do Rio Tietê. Ao todo, cerca de 240 alunos tiveram a oportunidade de conhecer o projeto. A EMEF Claudete da Silva Vecchi fica no Parque Viaduto e atende crianças do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental. Na sequência do projeto, 40 alunos poderão participar da viagem com passeio educativo pelo Rio Tietê.

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário