Por que ainda queimamos o lixo?

 Da série sobre a manutenção de hábitos antigos e bastante arraigados em nosso dia a dia, a queima de lixo em terrenos e nas calçadas é um capítulo à parte. Nessa época do ano, os muitos “sinais de fumaça” apontam o quanto essa prática ainda é comum entre nós. Mas o que nos leva a repetir um procedimento que só tinha justificativa (se é que tinha) na falta da prestação de serviços como a coleta e destinação do lixo doméstico? É aqui que voltamos à discussão sobre nossos velhos hábitos. Continuamos agindo hoje como fazíamos cinqüenta anos atrás. E não temos explicações.

A questão da queima de lixo é uma prova cabal de que nossos hábitos em relação às questões ambientais são antes de tudo, irracionais. O que seria maior motivo para mudar do que o risco à própria saúde? Pois bem, as queimadas aliadas as baixas umidades registradas nesse período são uma verdadeira bomba para organismos saudáveis, imaginem o que não acontece com aqueles que tem a saúde fragilizada ou problemas respiratórios. O pior é que muitas vezes, os próprios adeptos dessa prática são suas principais vítimas e parecem não ter consciência disso.
Nossa luta no trabalho de conscientização com o projeto Ecomigo é exatamente despertar as pessoas para esses detalhes do nosso comportamento. São coisas ou atos que repetimos mecanicamente e na maioria das vezes não questionamos o por que.   Pergunte a qualquer pessoa que estiver ateando fogo a um pequeno monte de lixo em frente sua  casa ou na calçada se ela tem consciência de todos os malefícios que isso causa. Garanto que ela nem pensa nisso. Não por ser uma pessoa mal intencionada tipo “tô nem aí”. Ela desenvolveu esse hábito e repete isso sempre que a necessidade surge a sua frente. Ela não pensa em alternativa. Junta-se o lixo, faz-se o montinho e ateia-se fogo. Simples assim.
Assim como os outros hábitos que já discutimos aqui,  a reflexão e a tomada de consciência é a melhor forma de mudarmos de atitude. Se nos reconhecemos entre aqueles que  são movidos por atitudes mecânicas como jogar lixo no chão, deixar a torneira aberta sem necessidade, queimar lixo na porta de casa ou atear fogo em terrenos baldios está na hora de nos perguntarmos “por que ainda fazemos isso”?.
 
 
 
                  
 
 
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *